5 Médicas Que Revolucionaram A Medicina: Se Inspire Nelas! | Medicina no Paraguai

Se a história da medicina é repleta de revoluções e progressos, pode-se dizer que também é marcada pela participação das mulheres. Médicos importantes são uma fonte de inspiração para a região e devem ser valorizados em seu serviço à comunidade mundial.


Aqui estão alguns dos principais médicos que marcaram a história da medicina:


Aluno medicina em pedro juan caballero

• Elizabeth Blackwell (1821/1910 – Reino Unido)

Elizabeth Blackwell foi a primeira mulher a receber formalmente o título de médica na história e, também, a primeira a exercer a medicina nos EUA.


Em 11 janeiro de 1849 se tornou a primeira médica a receber o título de doutorado nos Estados Unidos e fundou uma universidade de medicina voltada para a mulher.


No ano seguinte, Elizabeth foi para a Inglaterra, onde lecionou como professora na área de ginecologia até se aposentar, em 1907.


• Virgínia Apgar (1909/1974 – EUA)

Responsável pela criação do que viria a ser a neonatologia, foi também responsável pelo desenvolvimento da Escala de Apgar, uma avaliação realizada ainda nos primeiros minutos de vida do bebê após o parto, que auxilia na detecção de possíveis anormalidades.


Este importante método de avaliação de saúde de recém-nascidos reduziu drasticamente a mortalidade infantil em todo o mundo e consagrou o nome da médica.


Virgínia sempre se dedicou aos estudos sobre a gravidez, o parto, a saúde da criança e a qualidade de vida das mães e desenvolveu diversos trabalhos e avanços na área.


• Zilda Arns Neumann (1934/2010 – Brasil)

Zilda foi a principal responsável pela fundação da Pastoral da Criança, ajudando a criar este que é um dos principais movimentos que possibilitaram a redução da mortalidade das crianças brasileiras.


Formada em pediatria, esta médica colaborou com a propagação do uso do soro simples, conhecido como soro caseiro. Formado a partir da mistura simples de água, açúcar e sal, este soro possibilitou que muitas crianças deixassem de morrer de diarreia ou desidratação.


Antes de Zilda propagar o uso do soro, a mortalidade infantil era estimada em 62 óbitos por mil. Este número caiu bastante, passando a 20 por mil graças aos trabalhos desta importante médica.


• Margaret Chan (Nasceu em 1947 – Hong Kong)

Dedicada ao trabalho na saúde pública, no ano de 2003, esta médica iniciou na Organização Mundial da Saúde, sendo que três anos mais tarde tornou-se a diretora-geral da instituição, cargo este em que mantém a frente até hoje.


Margaret teve seu nome em destaque devido ao enfrentamento à epidemia do Ebola no continente africano. Com um número superior a 20 mil mortes, Chan, liderando a OMS, anunciou o término desta que foi uma das piores crises na área da saúde das últimas décadas.


• Marta Teodora Schwarz (1914/2005 - Tríplice Fronteira)

Ela nasceu em um 8 de março e foi protagonista de uma história de força e coragem na Tríplice Fronteira (Argentina, Brasil e Paraguai). Marta Teodora Schwarz chegou a Puerto Iguazú em 1949 para se tornar a primeira médica da região e, mais que isso, para ser o “Ángel de la Selva”.


Além de médica dedicada a seus pacientes nos três países, Marta também foi diretora do Hospital de Puerto Iguazú por 40 anos e chegou a assumir o cargo de ministra da Saúde, Cultura, Educação e Ação Social de Misiones (1963). O reconhecimento por sua dedicação teve início em meados da década de 1980, quando Marta recebe o prêmio Alicia Moreau de Justo por ser uma das cem mulheres com trabalhos dedicados à Argentina (1968); o prêmio da ONU por sua trajetória (1999); e o Prêmio Hipócrates, da Universidade de Buenos Aires, como médica destacada na assistência rural (2001). Em 1986, ela recebeu o título de cidadã honorária da cidade de Foz do Iguaçu.


Medicina no Paraguai

Visando o melhor para o desenvolvimento dos seus alunos e de olho no futuro da medicina, a Faculdade de Medicina no Paraguai UASS-PJC desenvolveu o seu exclusivo Centro de Simulação Realística Para o Ensino Médico (CEREM) que conta com robôs e manequins que simulam um ser humano e respondem às ações dos estudantes permitindo o treinamento de procedimentos e a simulação de consultórios, emergência, UTI e centro cirúrgico.


O case de sucesso da UASS-PJC se deve principalmente aos pilares que regem o seu ensino, dentre eles, a qualidade em infraestrutura e laboratórios, além do bem-estar dos estudantes.


Quer saber mais? Baixe o nosso e-book Gratuito.

Nele você irá conhecer sobre as principais características do curso e sua matriz curricular, saber mais informações sobre as demandas da área e as diferentes opções de especialização, qual a remuneração de um médico e mais detalhes e vantagens sobre a faculdade de Medicina no Paraguai.


Clique aqui para acessar o E-book Gratuitamente



A Atención al Alumno da UASS-PJC está pronta para tirar todas as suas dúvidas.


Faça sua inscrição pelo WhatsApp no número 67 99902-8640.